Avançar para o conteúdo

O ALOJAMENTO LOCAL DIMINUIU 40% NO PORTO

LICENÇAS DE ALOJAMENTO LOCAL NO PORTO EM DECLÍNIO

O número de novos pedidos de licenciamento de alojamento local no concelho do Porto registou uma quebra de 40% no primeiro trimestre de 2019. O turismo na cidade continua, no entanto, de muito boa saúde e o crescimento da cidade mantém-se em linha para 2019, disse o presidente da Associação do Alojamento Local em Portugal, Eduardo Miranda.

No 1º trimestre de 2019, a cidade do Porto registou 334 pedidos de licenciamento de alojamento local. No mesmo período de 2018, o Porto registou 559 pedidos de licenciamento. 

O número de pedidos de licenças tem vindo a aumentar de forma constante desde 2015, uma tendência que parece estar agora a inverter-se. Para o presidente do ALEPIsto significa que o mercado atingiu a maturidade, o que é um "sinal positivo", uma vez que o mercado não poderia crescer de 30 para 40% todos os anos.

Medidas de confinamento em estudo 

Rui Moreira, Presidente da CMP, manifestou recentemente a sua disponibilidade para implementar "medidas de contenção" para limitar a procura de licenças de alojamento local no centro histórico do Porto, na sequência de um estudo realizado pela CMP. Centro de Investigação em Gestão e Economia Aplicada (CEGEA) da Universidade Católica do Porto.

Desde 21 de outubro de 2018, as alterações legislativo para o regime AL exigir que os municípios e as associações de co-proprietários possam intervir na autorização da atividade, permitindo a criação de "zonas de contenção" para "preservar a realidade social dos bairros e dos lugares".

alugueres para férias em portugal

VAP Consulting

Os nossos consultores estão à sua disposição

Olá e bem-vindo à VAP Consulting. A nossa equipa terá todo o gosto em responder a quaisquer questões que possa ter.

Alimentado por WpChatPlugins
pt_PT