Avançar para o conteúdo

Comissão Europeia revê em alta o PIB português para 5,5 % em 2022

Nas suas previsões actualizadas, a Comissão Europeia reviu em alta o crescimento de Portugal para 5,5 % em 2022, em comparação com os 5,3 % estimados anteriormente. O PIB da zona euro foi revisto em baixa.

Comissão Europeia revê em alta o PIB português para 5,5 % em 2022

Depois de um crescimento de 4,9% em 2021, Portugal caminha para uma expansão económica de 5,5% este ano, de acordo com as últimas previsões da Comissão Europeia publicadas esta quinta-feira. Este valor representa uma revisão em alta face aos 5,3 % anteriormente previstos pelo executivo europeu. Para 2023, prevê-se um crescimento do PIB de 2,6 %, em comparação com 2,4 % no outono.

Nas suas previsões de inverno, a Comissão Europeia indica que a recente vaga de infecções por Covid-19 no início do ano, juntamente com um "novo declínio" no turismo internacional, deverá ter abrandado a atividade económica para um crescimento de 0,5 no primeiro trimestre. Note-se, no entanto, que estas previsões apenas têm em conta os dados de janeiro e que ainda falta um mês e meio para o final do trimestre.

Assumindo que a situação pandémica melhora, o executivo da UE prevê que a economia portuguesa acelere no segundo trimestre, antecipando que é nessa altura que o PIB atingirá o seu nível pré-pandémico, em termos trimestrais. Para o conjunto do ano, prevê-se que o produto interno bruto acelere para 5,5 % em 2022, antes de abrandar para 2,6 % em 2023.

PIB português
Fonte: Previsões de inverno de 2022 da Comissão Europeia. Crescimento do PIB e contributos.

No caso de Portugal, a Comissão Europeia considera que estas previsões ainda envolvem um certo grau de risco, uma vez que é possível que o turismo internacional seja novamente afetado por um acontecimento imprevisto relacionado com a pandemia e as perturbações nas viagens.

No que respeita a 2021, o executivo comunitário afirma que o crescimento de 4,9% já confirmado pelo Instituto Nacional de Estatística (INEtraduz-se numa recuperação de pouco mais de metade do valor perdido em 2020, com uma diminuição do PIB de 8,4%. De acordo com a Comissão, as componentes do investimento e das exportações de bens já ultrapassaram os níveis pré-pandémicos em 2021, mas o mesmo não acontece ainda com o consumo privado e, sobretudo, com as exportações de serviços (turismo).

Comissão Europeia revê em baixa o crescimento da zona euro

A revisão em alta das perspectivas para Portugal contrasta com a revisão em baixa do PIB da zona euro. Enquanto no outono o executivo comunitário previa 4,31 PT3T em 2022, espera-se agora um crescimento de 41 PT3T. No entanto, a expansão em 2023 foi revista em alta, de 2,4 % para 2,7 %, de acordo com as novas previsões de inverno.

Assim, tanto em 2022 como em 2023, os dados da Comissão Europeia indicam que Portugal está a convergir para a média da zona euro, uma vez que se espera que a economia portuguesa cresça a um ritmo mais elevado, ao contrário do que aconteceu em 2020 e 2021. No ano passado, a economia da zona euro registou um crescimento de 5,3 1TP3Q, superior ao de Portugal, que foi de 4,9 1TP3Q. E em 2020, a economia portuguesa registou uma contração superior à do conjunto da Europa.

VAP Consulting

Os nossos consultores estão à sua disposição

Olá e bem-vindo à VAP Consulting. A nossa equipa terá todo o gosto em responder a quaisquer questões que possa ter.

Alimentado por WpChatPlugins
pt_PT