Avançar para o conteúdo

CONTRIBUIÇÕES PARA PENSÕES EM PORTUGAL

CONTRIBUIÇÕES PARA PENSÕES EM PORTUGAL

Está prestes a assinar um contrato permanente em Portugal e, quando trabalha no estrangeiro durante um longo período, isso significa, por definição, que já não paga contribuições em França. Por conseguinte, ficará abrangido pelo regime de pensões português. Por conseguinte, é importante informar-se sobre este regime.

Portugal está vinculado pela convenção de segurança social com a FrançaSe trabalhou no estrangeiro durante mais de três anos, os trimestres passados no estrangeiro serão validados para determinar a duração da sua carreira. No entanto, os salários recebidos durante este período não serão tidos em conta no cálculo da sua reforma Francês.

CFE

No entanto, para ultrapassar este problema, pode inscrever-se na Caisse des Français de l'Étranger (CFE), se a sua entidade patronal não o tiver previsto. A CFE permite-lhe contar os trimestres que contribuiu no estrangeiro como se estivesse em França.

CUIDADO: Isto não o isenta de pagar as suas contribuições para a pensão em Portugal, mas permite-lhe simplesmente aumentar o montante da sua pensão francesa. 

Mesmo que decida não pagar as quotizações CFE, pode readquirir os seus períodos de expatriação antes de se reformar. Um trimestre resgatado aos 60 anos custar-lhe-á entre 3 275 e 6 472 euros, consoante o seu nível de rendimentos e a opção que escolher.


[products limit="2″ columns="2″ orderby="date" order="DESC" ids="4573,4359″]
Etiquetas:

VAP Consulting

Os nossos consultores estão à sua disposição

Olá e bem-vindo à VAP Consulting. A nossa equipa terá todo o gosto em responder a quaisquer questões que possa ter.

Alimentado por WpChatPlugins
pt_PT