Avançar para o conteúdo

DECLÍNIO DEMOGRÁFICO EM PORTUGAL

TRAVAR O DECLÍNIO DEMOGRÁFICO EM PORTUGAL

Historicamente, a população portuguesa sempre migrou para outros países. Desde a crise de 2007, este declínio demográfico tem-se acelerado.

Pela primeira vez, graças ao afluxo de estrangeiros, nomeadamente de cidadãos da União Europeia, as estatísticas registam um aumento.

Um forte aumento da imigração

Portugal bateu um recorde: de acordo com um relatório elaborado pelo serviço de fronteiras, 480 300 residentes estrangeiros fizeram as malas em Portugal em 2018. Este aumento de cerca de 13,9 % (o terceiro consecutivo), deve-se, nomeadamente, à chegada de muitos nacionais de países da União Europeia, mas também à introdução do estatuto de residente não europeu.

Pela primeira vez, este aumento de residentes estrangeiros permitiu manter o nível populacional de Portugal e, sobretudo, responder às necessidades do mercado de trabalho. Estas foram as palavras do Ministro da Administração Interna português, Eduardo Cabrita, aquando da apresentação deste relatório. Portugal esforça-se por atrair imigrantes para compensar a diminuição da taxa de natalidade e apoiar a atividade económica.

Há alguns dias, António Costa afirmou que as associações profissionais estavam a pedir a criação de canais de migração legal para Portugal, de modo a satisfazer as necessidades de recursos humanos.

Com uma das taxas de fecundidade mais baixas da Europa, com 1,41 filhos por mulher em 2018, Portugal tem vindo a registar um importante declínio demográfico desde há vários anos.

França e Itália são as nacionalidades mais representativas

França e Itália estão entre as nacionalidades mais populares do mundo representado em Portugal. Parece confirmar o impacto dos factores de atração para os cidadãos da União Europeia. Estes incluem a perceção de Portugal como um país seguro, para além das suas vantagens fiscais.

REFORMA EM PORTUGAL

Portugal oferece isenção de impostos sobre pensões e rendimentos de origem estrangeira durante dez anos a partir da obtenção da autorização de residência. Os brasileiros constituem a maior comunidade estrangeira em Portugal, com 105.423 cidadãos em 2018, representando mais de 20% do número total de estrangeiros, mais 23,4% do que em 2017.

Teremos de olhar para a longevidade para ver se o declínio demográfico de Portugal está prestes a ser invertido.

Etiquetas:

1 comentário em “LE DÉCLIN DÉMOGRAPHIQUE AU PORTUGAL”

  1. Pingback: PROGRAMA REGRESSAR 2020 | LIVING IN PORTUGAL CONSULTING

Os comentários estão fechados.

VAP Consulting

Os nossos consultores estão à sua disposição

Olá e bem-vindo à VAP Consulting. A nossa equipa terá todo o gosto em responder a quaisquer questões que possa ter.

Alimentado por WpChatPlugins
pt_PT